Mortes, mortes e mais mortes


Mais um post sobre mortes.
Achei esses 4 vídeos que mostram as mortes nos games clássicos, SNES e um retrospectiva dos FPS.

O post anterior é gigante pq não tive paciência de pegar os vídeos e edita-los em um só.


Evolução do terror e morte nos games

Estava aqui vendo uns vídeos de Dead Space 2 no Youtube e fiquei pasmo com a qualidade e riquesa de detalhe das morte e comecei a pensar em como tudo isso evoluiu e me levou a 2 pontos. Violência e ingênuidade.

Sim, ingênuidade.

Quando comecei a jogar videogame, lá por 84/85, tudo era fantastico, quadrados faziam o mundo ser divertido, o conceito de Tron habitava nossas mentes e tudo era uma viagem.

Que eu me lembre, a sequência de jogos que eram violentos/terror começou assim na minha vida (provavelmente to esquecendo de algo) 

Catacomb, Wolfeinstein, Alone in the Dark 1, 2 e 3, Doom, blood, Heretic, Quake (até aqui PC), Resident Evil, Silent Hill, Dino Crisis, Galerians, Parasite Eve, Resident Evil 2, 3 e 4, Alone in the Dark New Nightmare, Gears of War, Dead Space, Gears of War 2, Alan Wake, Dead Space 2.

Muita coisa mudou. Matar qualquer humano que não fosse um zumbi/nazista/monstro ou tudo isso junto, era errado. Sou da geração que assistiu Sexta-feira 13, Evil Dead, Freddy e se CAGAVA de medo. Hoje em dia a banalização da morte é muito grande e vemos crianças pequenas que vêem cenas que para a minha idade a 25 anos atras eram muito pesadas, e desdenham delas.

Quanto estamos expondo os catarrentos de hoje e forçando um amadurecimento?
Tenho amigos como o @NerdPai e o @DuMendonca que controlam isso, cuidam para que as crianças tenham a formação correta antes de simplesmente serem estragadas com nossos vícios (o @Padawanzinho ainda é extremamente novo, mas conhecendo a fámilia dele, sei que o @NerdPai vai fazer um trabalho excelente).

É até hipocrisia eu falar isso, mas acho q tanta exposição faz as pessoas perderem a noção da coisa, ninguém se sensibiliza tanto, ve um corpo e da risada. E sou prova disso. To me lixando pra humanidade.

Mas deixando de lado esse momento de reflexão que quase me faz voltar a ser um humano normal. Vamos ver alguns vídeos.

Catacomb – 1991

Wolfenstein 3D – 1992

Alone in the Dark 1 (1992)

Doom – 1993

Continuar lendo

A voz por trás da franquia Halo

Um cara que é amigo do Jeff Steitzer gravou essa vídeo.

Jeff Steitzer é o dono da voz que escutamos durante as partidas de Halo toda vez que ganhamos uma medalha. Ele está presente em todos os games da franquia (menos o Halo Wars) além de uma penca outros jogos e pontas em seriados (profile dele no IMDB).

Deve ser muito engraçado escutar um amigo de familia lançar um Killjoy, Over kill ou Killionaire no meio dum almoço ou sei lá.

Halo: Reach – Mythbusters (novos episódios)

Como fazia tempo que eu não via o canal do Defend the House a um tempo, nem postei os outros 3 vídeos testando os mitos que rolam sobre o jogo.

O jogo é bem legal, mas depois que fiz 100% de achievement nem deu mais vontade de jogar (a não ser quando uma galera se reúne).

Veja também Halo: Reach – Mythbusters ep 1 e 2

Halo + Mega Blocks: Assault on Squad 45

O pessoal da 343 Industries em parceria com a Mega Blocks fez uma animação em Stop Motion bem legal que parece ser baseada no Halo Wars. Assault on Squad 45.

Lembra as animações dos jogos do Lego que são mais engraçadas e com piadinhas.

Aee @Cae_Skywalker, agora sim da vontade de comprar heim.

Halo: Reach – Veja o trailer do 1 DLC, Noble Pack

Dia 30 será liberado o 1 DLC com 3 mapas novos de Halo Reach. Breakpoint, Anchor 9 e Temptest.

Archor 9


Breakpoint



Temptest



O DLC custa 800MSP e ainda inclui mais 250 pts de Achievement.

Fazer oq né? Tenho que pegar mais MSP (e recomendo o DF Games para compras de coisas do Xbox Live, PSN, WoW e muitos outros).

Dica do Solo Wing BR.